a
O Portal do Posto de Gasolina na Internet
Notícias
Marketing
Gestão
Negócios
Advocacia
Contabilidade
Dicas
Legislação
Guia de Compras
Pesquisas
Links

 

A Retomada do Uso do Gás Natural como Combustível

Fonte - http://www.gasvirtual.com.br

No início da década de 90, em decorrência das dificuldades registradas nos anos 80, o governo, através de uma série de medidas, procurou viabilizar o uso do Gás Natural em outros segmentos do transporte rodoviário.

13/05/91 – Portaria n.º 107 – MINFRA, autoriza as distribuidoras de combustíveis a distribuir o Gás Natural Combustível, obedecidas as normas do então DNC; ·

04/10/91 – Portaria n.º 222 – MINFRA, libera o uso do GNC em táxis, desde que em volume equivalente ao usado em substituição ao Diesel; ·

07/11/91 – Portaria n.º 26 – DNC, autoriza a venda de GNC em Posto operado por distribuidora ou terceiros; ·

Em 1991 é inaugurado o primeiro posto público de abastecimento de Gás Natural Veicular no Brasil, localizado na Av. Brasil, em Bonsucesso, no Rio de Janeiro (Posto Brasil Grande – de bandeira Ipiranga); ·

25/09/92 – Portaria n.º 553 – MME, autoriza a utilização do GNC para fins automotivos em frotas de ônibus urbanos e interurbanos, em táxis, em frotas cativas de empresas e de serviços públicos e em veículos de transporte de cargas;

12/01/96 – Decreto do Presidente da República, n.º 1787, autoriza a utilização de GNC em veículos automotores e motores estacionários, nas regiões onde o referido combustível for disponível, obedecidas as normas e procedimentos estabelecidos pelo DNC;

Somente a partir destas medidas, o programa de gás natural brasileiro iniciou seu desenvolvimento efetivo. Viabilizou-se, então, o gás natural como combustível alternativo (seja para o álcool, a gasolina ou mesmo para o diesel) em função das suas qualidades, do seu preço competitivo, reservas e aspectos positivos em relação ao meio ambiente.

A conversão para o gás natural tornou-se, então, extremamente atrativa para os proprietários de táxis. A demanda pelo combustível passou a ter um ritmo de crescimento constante, estimulando investimentos na abertura de novas estações de abastecimento nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.

A maior parte dos investimentos no programa de gás natural automotivo é proveniente do capital privado, especialmente das companhias distribuidoras de petróleo. Ao contrário do pró-álcool que foi criado, desenvolvido e controlado totalmente pelo governo

O uso do Gás Metano Veicular (GMV), no Brasil, está apenas começando. Com a liberação para veículos particulares no inicio de 1996, a criação do rodízio estadual em 1997 (São Paulo), o qual os veículos GMV estão isentos, A Lei Municipal n.º 3.123 de novembro/2000, determina que os táxis da Cidade do Rio de Janeiro sejam a Gás Natural, o programa brasileiro poderá ser conduzido para valores bem maiores que os atuais. Estima-se que até o ano de 2005, somente no eixo Rio de Janeiro/São Paulo, a frota de veículos leves movidos a Gás Natural será de 1.000.000 (hum milhão).

Meio Ambiente

Gás Natural
Seguros


     
 
Atenção: permitido o uso do conteúdo desde que citados a fonte e o autor, conforme o artigo 46 da Lei Nº 9.610 de 19/02/1998.